Uma oferta pública inicial, ou IPO (initial public offering), é a primeira venda de ações de uma empresa ao público. Uma empresa pode reunir fundos ao emitir dívida ou ações. Se a empresa nunca tiver vendido ações ao público, a primeira venda é conhecida como IPO.

As empresas se dividem entre duas grandes categorias: privadas (com capital privado ou fechado) e públicas (cotadas em bolsa).

Uma empresa de capital fechado tem poucos acionistas e os seus proprietários não têm que divulgar muita informação sobre a mesma. Qualquer pessoa pode criar uma empresa: basta reunir alguns fundos, preencher os documentos legais necessários e seguir as regras da respetiva jurisdição – nomeadamente ao nível da apresentação de relatórios. A maioria das pequenas empresas é mantida com capital fechado. No entanto, as empresas grandes também podem ser mantidas com capital privado – o caso da IKEA, por exemplo.

Normalmente não é possível comprar ações de uma empresa mantida nessas condições. Pode abordar os proprietários quanto a possível investimento mas eles não são obrigados a vender. As empresas cotadas em bolsa, por sua vez, vendem pelo menos uma parte das mesmas ao público, sendo as suas ações negociadas em uma bolsa de valores. É por isso que avançar uma IPO – oferta pública inicial – é também diversas vezes referido como “going public” (entrada na bolsa/abertura de capital).

As empresas cotadas em bolsa têm milhares de acionistas e estão sujeitas a regras e regulamentações estritas. Devem ter um conselho de administração e devem relatar informação financeira a cada trimestre. Nos Estados Unidos, as empresas cotadas em bolsa reportam à Securities and Exchange Commission (SEC). Em outros países, as empresas cotadas em bolsa são supervisionadas por órgãos governamentais semelhantes à SEC.

Do ponto de vista do investidor, o mais emocionante de uma empresa cotada em bolsa é que as ações são negociadas no mercado aberto, como qualquer outro ativo. Se tiver os fundos necessários, pode investir. O CEO poderá não gostar mas não há nada que o mesmo possa fazer para o impedir de comprar ações.

Por que razão entrar na bolsa?

A entrada na bolsa de valores representa fundos – geralmente muitos fundos – e a transação em bolsa abre, também, muitas portas financeiras:

  • Devido ao significativo escrutínio de que as empresas são alvo, as empresas cotadas em bolsa obtêm geralmente melhores taxas quando emitem dívida.
  • Enquanto se verificar procura, uma empresa cotada em bolsa pode continuar emitindo mais ações. Assim, as fusões e aquisições se tornam mais fáceis pois podem ser emitidas ações como parte do acordo.
  • Negociar nos mercados abertos significa liquidez. Isto torna possível a implementação de planos de participação societária por parte de colaboradores, por exemplo, que podem ajudar a atrair talento de topo.

Além disso, estar em uma grande bolsa de valores transporta uma quantidade considerável de prestígio. No passado, apenas as empresas com fundamentos sólidos se qualificavam para uma IPO e não era fácil a listagem em bolsa.

No entanto, o boom da internet veio mudar tudo isso. As empresas já não precisam de finanças sólidas ou de um histórico sólido para entrarem na bolsa. Em vez disso, são realizadas IPO por pequenas start-ups que procuram expandir os seus negócios. Não há nada de errado com a expansão de negócios mas a maioria destas empresas nunca alcançou lucro e não prevê rentabilidade no curto prazo. Fundadas com capital de risco, procuram gerar emoção suficiente para chegarem ao mercado antes de queimarem todo o seu dinheiro. Em casos como este, as empresas poderão ser suspeitas de conduzirem uma IPO apenas para enriquecimento dos seus fundadores.

Isto é conhecido como estratégia de saída, implicando que não existe vontade de criação e manutenção de valor para os acionistas. A IPO se torna assim o fim da estrada, em vez do início.

Como é que isso pode acontecer? Lembre-se: uma IPO consiste apenas na venda de ações. É tudo sobre a venda de ações. Se conseguir convencer as pessoas a comprarem ações da sua empresa, pode reunir fundos significativos.

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça "curtir" a esta página para que a gente possa continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente