Trata-se de um contrato de opção baseado em um único contrato de futuros. O comprador tem o direito (mas não a obrigação) de assumir uma posição de futuros particular quanto a uma commodity, moeda, índice ou instrumento financeiro a um preço específico (o strike price ou preço de exercício) em qualquer momento antes da opção expirar.

O vendedor da opção de futuros é obrigado a adotar a posição de futuros oposta quando o comprador exerce esse direito. As opções sobre futuros são negociadas nas mesmas bolsas onde os contratos de futuros originais são negociados. Os contratos de opções coincidem com os contratos de futuros subjacentes no que diz respeito à quantidade, data de validade e preço de exercício.

Existem várias diferenças entre futuros e opções sobre futuros. Por um lado, as obrigações para compradores e vendedores são diferentes. Vamos dar uma olhada mais profunda na diferença entre contratos de futuros e opções sobre contratos de futuros.

Contratos de futuros

Com um contrato de futuros, o comprador tem a obrigação de comprar o ativo especificado em uma determinada data futura. O vendedor é obrigado a vender e a entregar o ativo nessa data futura, à exceção da posição do titular ser encerrada antes da data de vencimento. O contrato de futuros não compromete custos iniciais, ao contrário dos contratos de opções. A dimensão da posição subjacente é geralmente superior e os ganhos são adicionados à conta de futuros no final do trading day. Isso significa que o valor do ativo é registado de acordo com o seu atual preço de mercado.

Opções sobre contratos de futuros

Com a compra de uma opção sobre futuros, o comprador tem o direito, mas não a obrigação, de comprar (ou vender) o ativo especificado por um preço predeterminado. Este direito pode ser exercido a qualquer momento dentro da duração do contrato. O contrato de opções deve ser adquirido mediante o pagamento do prémio da opção. A dimensão da posição subjacente é geralmente inferior à posição em um contrato de futuros. Os ganhos podem ser alcançados das seguintes formas:

  • O exercício da opção quando se encontra in-the-money;
  • A tomada da posição oposta como técnica de cobertura (hedging);
  • A detenção da opção até ao seu vencimento, ganhando a quantia resultante do aumento entre o preço do ativo e o preço de exercício.
Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça "curtir" a esta página para que a gente possa continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente