Quando está focado em day trading ou negociação de longo prazo a análise fundamental e a análise técnica são dois dos métodos mais comumente usados. Estes métodos trabalham a partir dos mesmos dados mas a forma como usam a informação é completamente diferente. É possível usar a análise fundamental e a análise técnica em conjunto mas é mais comum um trader escolher uma ou outra.

Traders fundamentais

Os traders fundamentais acreditam que os mercados reagem a eventos de determinada forma – e que podem prever futuros preços do mercado com base nesses eventos. Se uma empresa receber aprovação para um novo produto, por exemplo, um trader fundamental poderá esperar que o preço das ações da empresa suba. Por outro lado, se uma empresa for alvo de escândalo financeiro, um trader fundamental poderá esperar que as suas ações caiam. Os traders fundamentais precisam de acesso a toda a informação disponível assim que a mesma for divulgada. Os traders institucionais normalmente têm equipes de apoio maiores. A análise fundamental é tão antiga como a negociação e era tradicionalmente realizada manualmente mas à medida que a informática evoluiu se tornou possível alguma da informação fundamental ser processada automaticamente.

Exemplos de dados úteis para a negociação fundamental:

  • Relatórios econômicos
  • Fatores políticos

A razão pela qual os traders fundamentais pensam que o seu método é melhor: muitos traders fundamentais consideram a negociação técnica complicada demais. Os investidores baseados em análise fundamental olham para os gráficos como fantasmas de fatos e números verdadeiros. Preferem confiar nas receitas, lucros, fluxos de caixa, ativos e responsabilidades das empresas. Os traders fundamentais também mantêm um olho sobre novos produtos, comentários de empresas de corretagem e estatísticas governamentais.

A desvantagem: a visão fundamental não está gravada na pedra – os investidores não interpretam os dados fundamentais da mesma forma. Os números podem ser manipulados, ajustados e interpretados de inúmeras formas. Muitas vezes, “a maioria” estabelece como esses “fatos” são considerados para a determinação dos preços das ações. É frequente ouvir nas notícias que as ações se moveram para cima ou para baixo no seguimento de um relatório ou evento importante. No entanto, um capricho do mercado é que a maioria dos traders joga follow-the-leader e não tem ideia de como os fundamentos estão afetando o movimento do preço.

Traders Técnicos

Os traders técnicos usam gráficos de ações. Por outras palavras: informação sobre negociação – como previsões de preços e volumes de negociação – junto com indicadores matemáticos, para tomarem as suas decisões de negociação. Este tipo de trader de ações depende de fatores como padrões, médias móveis, etc. A premissa básica é que todos os ativos se movem com base na oferta e na procura (acima de tudo).

Certas formações e relações de preços acontecem regularmente quando vistas de uma perspectiva técnica. As formações como head and shoulders, tops and bottoms, double and triple tops and bottoms, price channels and triangles ocorrem frequentemente. Junto com alterações e falhas de preço, higher lows (mínimos mais elevados) e lower highs (máximos mais baixos), o preço se mantém consistente quando se testa – e os pontos de preço suporte e resistência atuam como ímã. Os preços das ações estão sempre testando anteriores movimentos do preço – e o resultado determina movimento de preço futuro, que se desenvolve ao longo do tempo para algum tipo de tendência mensurável.

Esta informação é geralmente apresentada em um gráfico e atualizada em tempo real ao longo do dia de negociação. Os traders técnicos acreditam que toda a informação sobre o mercado já está incluída no movimento do preço, não precisando de outra informação fundamental (como relatórios de resultados). Em muitos casos, os traders individuais tendem a ser traders técnicos.

A análise técnica moderna é geralmente realizada pelo trader através da interpretação de gráficos mas também pode ser facilmente automatizada pois é matemática. Alguns traders preferem análise automática pois remove a componente emocional da sua negociação e permite que façam negociações baseadas apenas em sinais de negociação.

O trader técnico por vezes não tem qualquer ideia do que a empresa faz, quem é a administração, quantas divisões existem ou onde está localizada. O trader alcança as suas conclusões baseando-se no que é graficamente representado no gráfico de ações.

Este tipo de negociação pode ser aplicado a qualquer instrumento financeiro em qualquer mercado e em qualquer ponto do mundo. Assim que os traders técnicos tiverem aprendido o básico da interpretação de gráficos, só precisam compreender as nuances do mercado em particular no qual desejam negociar.

Qual escolher – fundamental ou técnico?

É interessante notar como muitos traders acreditam que tanto a negociação fundamental como a negociação técnica podem existir como estratégia única. A verdade é que é capaz de ser mais complicado: cada tipo de negociação beneficia com a outra.

A razão pela qual os traders técnicos precisam de traders fundamentais: toda a negociação técnica é realizada pela comparação de preços da atualidade e de um ambiente anterior. Médias móveis, linhas de tendência e padrões de preço compõem o arsenal do trader para a tomada de decisão. Existem diversos indicadores e osciladores diferentes, disponíveis para o trader técnico.

No entanto, nenhuma alteração de preço poderá ocorrer sem os investidores usarem análise fundamental para tomar decisões em primeiro lugar – tomando em conta todos os números e comparações a estatística e expectativas passadas. Isto apoia o argumento de que o investimento com base na análise fundamental fornece a base para a negociação técnica.

Se todas as decisões de negociação, de comprar ou vender, fossem tomadas sem a possibilidade de recorrer a análise fundamental – como relatórios anuais, notícias das empresas e estatísticas governamentais – então haveria pouca base para tomar uma decisão razoável.

Assim, parece que os traders fundamentais podem trabalhar sozinhos e que a negociação técnica se torna uma extensão da negociação fundamental. Por outras palavras, a análise fundamental veio em primeiro lugar e a análise técnica foi derivada da mesma.

O que os traders fundamentais podem aprender com os traders técnicos: pode analisar os fundamentos até cada facto e número fazer sentido. Ainda assim, isto não irá lhe dizer para onde poderão se dirigir os preços no futuro. Enquanto a maioria dos investidores continuar preferindo a análise fundamental, os traders técnicos terão uma base sólida para praticar os seus métodos analíticos.

Traders de alta frequência

Os traders de alta frequência são traders técnicos que usam algoritmos complexos para analisar múltiplos mercados e executar ordens com base nas condições de mercado. Normalmente, os traders com maior velocidade de execução alcançam maior lucro que os traders com velocidade de execução inferior. Usam, geralmente, plataformas de negociação que recorrem a computadores poderosos para transacionar um grande número de ordens a velocidades muito rápidas.

Muitos traders de alta frequência proporcionam liquidez e determinação de preços nos mercados através de formação de mercado e arbitragem. Os traders de alta frequência também usam a liquidez para gerir o risco ou proteger o lucro.

A negociação de alta frequência (HFT) consiste no uso de ferramentas tecnológicas sofisticadas e de algoritmos informáticos para negociar rapidamente títulos. A negociação de alta frequência usa estratégias de negociação próprias, conduzidas por computadores, para entrar e sair de posições em segundos ou frações de segundos. Os traders de alta frequência focados em negociação de alta frequência contam com sistemas informáticos avançados.

Existem dois tipos de negociação de alta frequência:

  • Negociação de execução: quando uma ordem (normalmente significativa) é executada através de um algoritmo computadorizado. O programa é “desenhado” para obter o melhor preço possível. Poderá dividir a ordem em partes mais pequenas, executando-as em momentos diferentes.
  • Set-up: o segundo tipo de negociação de alta frequência não passa por executar uma ordem definida mas por procurar menores oportunidades de negociação no mercado com base em certos fatores programados. É conhecida como “set up” – o início de um padrão que o trader considerou rentável, normalmente precedido por um sinal de negociação como um indicador técnico ou potencial catalisador.

A negociação de alta frequência é negociação quantitativa caracterizada por curtos períodos de detenção de carteiras. Todas as decisões de alocação são realizadas por modelos quantitativos computadorizados. O sucesso das estratégias de negociação de alta frequência é largamente impulsionado pela sua capacidade para processar simultaneamente volumes de informação, algo que os traders humanos não conseguem fazer. Os algoritmos específicos são bem guardados pelos seus detentores e são conhecidos como “algos”.

Estratégias de negociação de alta frequência

Os traders de alta frequência entram e saem de posições de curto prazo procurando capturar, às vezes, apenas uma fração de um centavo em lucro em cada negociação. Os traders de alta frequência não empregam alavancagem significativa, acumulam posições ou mantêm as suas carteiras durante a noite. Normalmente competem contra outros traders de alta frequência, e não contra investidores focados no longo prazo. Como resultado, os traders de alta frequência têm um potencial rácio de Sharpe (uma medida de risco e recompensa) milhares de vezes superior às tradicionais estratégias buy and hold (comprar e manter).

Os traders de alta frequência lidam muitas vezes com fundos de índice de ações, como o e-mini S&P, pois procuram consistência e mitigação de risco juntamente com desempenho de topo. Filtram os dados do mercado para trabalharem com a programação de software para que haja menor latência e maior liquidez na altura de colocar stop-losses e/ou de liquidar lucros. Com a alta volatilidade destes mercados se torna uma tarefa complexa e potencialmente estressante, em que um pequeno erro pode levar a uma grande perda.

Problemas associados à negociação de alta frequência

Os efeitos da negociação algorítmica ou de alta frequência têm sido objeto de investigação.

De forma consciente ou não, os traders de alta frequência descobriram que as suas cotações podem “cegar” outros investidores quanto ao verdadeiro preço de mercado – e isso se tornou rapidamente uma das suas maiores armas. Os traders de alta frequência contam com alta tecnologia para garantir que são os primeiros a ver e a reagir ao preço “real” dos ativos que estão negociando. Os restantes traders são deixados para a negociação ao equivalente dos preços “de ontem”, com a negociação de nanossegundos dos traders de alta frequência tornando um segundo semelhante a um dia inteiro de vantagem.

Um exemplo de negociação de alta frequência

Um exemplo de uma ordem que pode ajudar um trader de alta frequência a identificar flutuações de curto prazo e tendências de preço é a ordem flash. As ordens flash são tipicamente enviadas a certos traders no mercado por menos de um segundo antes de serem encaminhadas de forma mais ampla.

A velocidade de execução da ordem flash pode poupar dinheiro ao trader que coloca a ordem enquanto também fornece às empresas focadas em negociação de alta frequência potencial oportunidade de lucro.

Conclusão

Os membros da indústria financeira geralmente afirmam que a negociação de alta frequência melhora substancialmente a liquidez do mercado, estreita o diferencial entre oferta e procura, reduz a volatilidade e torna a negociação e o investimento mais baratos para outros participantes do mercado.

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça "curtir" a esta página para que a gente possa continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente