Brasil lidera escândalos de suborno nos EUA
Página principal Síntese, China, SpaceX, União Europeia, Donald Trump

A seleção das principais notícias do dia pela redação do Insider.pro

Subornos no exterior: Brasil encabeça lista pela primeira vez

O Brasil encabeça, pela primeira vez, a lista como país mais mencionado por empresas globais atualmente sob investigação por autoridades norte-americanas pelo pagamento de subornos no exterior. A lista foi elaborada pelo FCPA (Foreign Corruption Practices Act), especializado na legislação em questão, se concluindo que as empresas que operam no exterior e se encontram sob investigação mencionaram o Brasil 19 vezes – face a 10 vezes em 2015.

A China surge em segundo lugar, tendo sido mencionada 17 vezes, seguida pelo Iraque, mencionado 8 vezes. Os dados foram extraídos de investigações realizadas pelo Departamento de Justiça dos EUA e pela Comissão de Valores Mobiliários (SEC) dos EUA, a entidade que regula os mercados de capitais do país. O suborno, além de crime, é um ato que mina a concorrência e prejudica os investidores.

Mercados fechados nos EUA

Os traders dos EUA celebram o Martin Luther King Day – embora ansiedade ao redor dos mercados possa nublar o feriado. Na semana passada, um forte aumento da procura por opções de compra de um importante índice de volatilidade sugeriu que os investidores devem esperar uma queda do mercado após a tomada de posse de Donald Trump.

Como a política influenciou o mercado cambial em 2016

Promotores sul-coreanos pediram a detenção do vice-presidente da Samsung, Jay Y. Lee

Investigadores alegam que o mesmo pagou mais de 3 milhões de dólares a uma empresa co-detida por Choi Soon-sil, a confidente da presidente Park Geun-hye, em troca de aprovação de fusão de duas subsidiárias da Samsung. Lee é o suposto herdeiro de todo o Samsung Group e uma acusação ameaçará a transição em termos de liderança.

Mais membros do Congresso dos EUA afirmaram que irão passar a tomada de posse de Donald Trump

A Quartz está a atualizar uma lista de quem irá seguir o senador e ícone dos direitos humanos, John Lewis, não participando no evento. “Não vejo este presidente-eleito como presidente legítimo.” – Afirmou Lewis ao Meet the Press da NBC.

Pequim falou que política “Uma China” não será alvo de debate

Trump afirmou numa entrevista na semana passada “Tudo é passível de negociação, incluindo a política ‘Uma China’.” Não é bem assim, disse o ministro das Relações Exteriores chinês no sábado. O último considerou a política em questão a “fundação política” da relação China-EUA.

Manifestantes se reuniram em cidades dos EUA para denunciar discurso anti-imigração

Norte-americanos marcharam para protestar contra a retórica de Donald Trump. Alguns transportaram cartazes dizendo: “Tu, yo, todos somos America.” – “Você, eu, somos todos América.”

SpaceX voltou a inventar o futuro

Pela primeira vez desde que um dos seus foguetões se incendiou em setembro passado, a empresa lançou com sucesso 10 satélites Iridium, com um foguetão Falcon 9, antes do mesmo retornar a plataforma flutuante no Oceano Pacífico.

Vídeo: lançamentos e aterragens da SpaceX

Tropas dos EUA formalmente acolhidas na Polônia

O Pentágono avançou que o envio de cerca de 4.000 soldados dos EUA para a Polônia irá enviar um forte sinal à Rússia – ao mesmo tempo que irá contribuir para fortalecer laços com aliados da NATO.

Calendário Econômico

  • Todo o dia: Feriado E.U.A. - Dia de Martin Luther King, Jr.
  • 18:30 (GMT) GBP Discurso de Carney, Gov do BoE
Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça "curtir" a esta página para que a gente possa continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente