Brasil entre economias que poderão melhorar dramaticamente este ano
AP Photo/Eraldo Peres
Página principal Síntese, Mercado de ações, China, EUA, Estado Islâmico, Coreia do Norte, Donald Trump
Tema do momento
22 Março
2083 2k

As principais notícias do dia, uma seleção da redação do Insider.pro

Crescimento global em 2017 liderado por recuperação em economias da América Latina

Avança o Bloomberg que “espere mais boas notícias do que más notícias no que respeita o crescimento global este ano, liderado por recuperação em diversas grandes economias da América Latina”. O Brasil, em concreto, recupera da pior recessão em um século. Marcado pelo maior escândalo de suborno na história, que causou o impeachment da presidente Dilma Rousseff, o país está agora beneficiando do aumento do preço das commodities, com o presidente Michel Temer procurando fortalecer as finanças do país e impulsionando a atividade do setor privado.

Rex Tillerson reúne coligação global contra o Estado Islâmico

O secretário de Estado dos EUA irá receber homólogos de 68 países em Washington para discutir o grupo islâmico extremista. Para os ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO poderá ser a última hipótese para falar com Tillerson por algum tempo – o mesmo não irá participar em um grande encontro da aliança no próximo mês, a menos que o mesmo seja reagendado.

Primeiro-ministro da China viaja até a Austrália

A primeira visita oficial de Li Keqiang ao país, com duração de cerca de uma semana, surge em um momento em que a China assume um papel maior na promoção do comércio livre. A Austrália procura manter a sua aliança com os EUA enquanto também corteja a China, o seu principal parceiro comercial.

Atualização quanto a vendas de casas usadas nos EUA

Em janeiro as vendas aumentaram ao ritmo mais rápido em quase uma década, de acordo com a National Association of Realtors. Se estima que os números do mês passado mostrem ligeira desaceleração.

Exportações japonesas aumentaram o máximo em dois anos

No mês passado subiram 11,3% frente ao ano anterior, aumentando pelo terceiro mês consecutivo. A liderar se encontram as exportações para a China – principal parceiro comercial do Japão – que saltaram 28,2% frente ao ano passado. Tal ajudou o Japão a registrar o seu primeiro superávit comercial com a China em cinco anos.

Ações norte-americanas em queda com receios ao redor de Trump

Os investidores acham que o presidente dos EUA terá dificuldade em cumprir a prometida redução de impostos – o que causou a queda dos principais índices em mais de 1% no pior dia de Wall Street desde a eleição presidencial, a 8 de novembro. Os cortes de Donald Trump dependem da aprovação, por parte do Congresso, de um projeto de reforma dos cuidados de saúde – cujas perspetivas são incertas.

Airbnb mudou de nome na China e duplicou o seu investimento no país

Parece que a gigante de partilha de casas pretende ter sucesso onde a Uber falhou. O seu novo nome é Aibiying, que significa “receba o próximo com amor”. A unidade da empresa na China está também triplicando a sua força de trabalho para competir melhor contra rivais domésticos, entre os quais o líder de mercado Tujia.

Coreia do Norte: falha no lançamento de míssil

O exército dos EUA detetou um míssil que parece ter explodido segundos depois de decolar, com a Coreia do Sul confirmando. Especialistas acreditam que a nação se encontre desenvolvendo um míssil balístico intercontinental capaz de alcançar os EUA. Não foi claro que tipo de míssil falhou.

Calendário Econômico

  • 11:00 (USD) Vendas de Casas Usadas (Fev)
  • 11:30 (USD) Estoques de Petróleo Bruto
  • 17:00 (NZD) Decisão da Taxa de Juros
  • 17:00 (NZD) Declaração de Taxa do RBNZ
Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça "curtir" a esta página para que a gente possa continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente