Temer afirma que coligação governamental permanece firme
Adriano Machado/Reuters
Página principal Síntese, Google, União Europeia, Brasil

As principais notícias do dia, uma seleção da redação do Insider.pro

Henrique Meirelles: “As reformas de Temer se tornaram agenda nacional”

O presidente Michel Temer afirmou que o apoio político da coligação governamental às suas medidas é forte o suficiente para aprovar reformas fundamentais, incluindo mudanças estruturais ao nível da Previdência, apesar do escândalo de corrupção que ameaçou – ou ameaça – absorver o seu governo. Henrique Meirelles, ministro das Finanças que se diz trabalhando assumindo que Temer “irá continuar”, afirmou: “As reformas de Temer de hoje se tornaram agenda nacional.”

Ryanair relatou lucro anual recorde

A companhia aérea low-cost (LSE: Ryanair Holdings [RYA]) relatou lucro anual recorde apesar de quedas acentuadas nas tarifas médias, devido a sobrecapacidade, e da votação do Reino Unido para deixar a União Europeia. A empresa prometeu lucros mais elevados e tarifas mais baixas no próximo ano.

Ciclone Mora atinge sul da Ásia

No Bangladesh, onde a tempestade levou a desmoronamento de terra, as autoridades têm procurado evacuar milhões de pessoas. Em alguns locais o perigo está classificado ao mais elevado nível. A região foi alvo de oito dos 10 mais mortíferos ciclones de que há registro.

“Pai do Android” revela o seu novo smartphone

Andy Rubin vendeu o Android à Google (NASDAQ: Alphabet Class A [GOOGL]) em 2005 – e a sua nova empresa Essential Products irá anunciar hoje “algo grande”. Pouco se sabe sobre o novo dispositivo. O SoftBank Group quase investiu 100 milhões de dólares na Essential mas terá recuado devido a pressão da Apple, investidora no seu fundo de tecnologia.

Narendra Modi visitou Angela Merkel

O primeiro-ministro indiano deu início a uma viagem pela Europa com uma visita ao retiro rural da chanceler alemã para falar de investimento, cooperação bilateral e acordos de comércio livre entre a UE e a Índia, quanto aos quais Modi continua “otimista”.

Banco Central de Singapura multou mais bancos por transações relacionadas com o 1MDB

O Banco multou mais dois bancos – o Credit Suisse (NYSE: Credit Suisse Group [CS]) e o United Overseas Bank – por violação de regras de combate ao branqueamento de capitais em transações relacionadas com o fundo estatal da Malásia (1MDB), alvo de escândalo. No total foram multados oito bancos, em uma soma de quase 21 milhões de dólares, no maior caso do gênero da cidade-estado.

Calendário Econômico

  • 11:00 (USD) Confiança do Consumidor CB (Mai)
  • 20:00 (NZD) Discurso de Wheeler, Governador do RBNZ
  • 22:00 (CNY) PMI Industrial (Mai)
  • 22:10 (NZD) Discurso de Wheeler, Governador do RBNZ
Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça "curtir" a esta página para que a gente possa continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente