Apple: estimativas quanto a resultados trimestrais
AP Photo/Marcio Jose Sanchez
Página principal Finanças, Apple

Os resultados são divulgados hoje

A gigante de tecnologia revela os resultados do seu quarto trimestre hoje, prevendo-se que a sua receita e lucro líquido anuais registrem uma queda pela primeira vez desde 2001. Inovações como o iPod, iPhone e iPad contribuíram para que a receita da Apple (NASDAQ: Apple [AAPL]) aumentasse mais de 40 vezes ao longo de 14 anos, tornando-a a maior empresa do mundo em termos de valor de mercado.

Estima-se que a Apple registre 215,6 bilhões de dólares em receita quanto ao ano fiscal de 2016, que terminou a 24 de setembro. Trata-se de um número superior ao Produto Interno Bruto total da Grécia. No entanto, representa uma queda de 18 bilhões de dólares, ou de 8%, frente ao ano passado. Esse declínio, por si só, representa o triplo da receita total da Apple em 2001.

Assim como em julho, quando os resultados da Apple superaram as baixas expectativas de Wall Street, os resultados da empresa têm baixas expectativas para superar novamente.

Os analistas consultados pela FactSet estimam ganhos na ordem de 1,66 dólares por ação quanto ao quarto trimestre fiscal da empresa. A previsão era de 2,11 dólares no início do ano mas tem vindo a cair desde então. A previsão consensual da Estimize, que reúne estimativas de ganhos de analistas focados na compra, de gestores de fundos de cobertura, entre outros, está ligeiramente acima: 1,71 dólares a ação.

As vendas do iPhone, que compõem cerca de dois terços da sua receita total, são os números-chave a observar. Os resultados incluem o novo iPhone 7 e 7 Plus, que foram lançados duas semanas antes do trimestre terminar. A Apple não forneceu números quanto às vendas iniciais mas a evidência aponta para procura decente. Além disso, poderá alcançar um impulso adicional no seguimento dos problemas da Samsung com o seu mais recente smartphone e respetiva recolha a nível global.

Os investidores da Apple não devem esperar uma repetição dos eventos fortuitos deste ano. O próximo iPhone deverá ser lançado no outono de 2017, celebrando o 10º aniversário do dispositivo. As expectativas estão elevadas quanto à possibilidade do novo dispositivo vir a ser game changer. Os analistas estão prevendo que a receita total da Apple ganhe vapor em 2017, crescendo 5% frente ao presente ano.

As ações da Apple subiram mais de 25% desde o relatório de resultados de julho. Números sólidos quanto a vendas do iPhone poderão aumentar o seu preço ainda mais. A 13 vezes os ganhos projetados para os próximos 12 meses, os múltiplos da Apple permanecem muito mais baratos do que os da Alphabet (NASDAQ: Alphabet Class A [GOOGL]), Microsoft (NASDAQ: Microsoft Corporation [MSFT]), Amazon.com (NASDAQ: Amazon.com [AMZN]) ou Facebook (NASDAQ: Facebook [FB]), que completam as cinco maiores empresas do S&P 500 em termos de valor de mercado.

Os bons tempos poderão durar algum tempo mas a Apple irá encarar expectativas mais elevadas e mais difíceis de superar nos próximos trimestres.

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça "curtir" a esta página para que a gente possa continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente