A razão pela qual não deve comprar ações individuais
Página principal Finanças

A seleção de ações é uma tarefa difícil – como criar uma carteira capaz de superar o mercado no longo prazo?

Apesar do mercado de ações global tender a subir no longo prazo, alcançando melhores ganhos que obrigações ou outros investimentos – contudo com maior volatilidade –, a maior parte do movimento é conduzido por apenas alguns nomes que se dão muito bem, elevando o mercado como um todo. A ação média, quando assumida individualmente, não só tem desempenho inferior quando comparada ao mercado global como também poderá não superar obrigações, por exemplo.

Se trata de uma avaliação conduzida pela Alpha Architect, uma empresa de investimentos que estudou pesquisas de Hendrik Bessembinder, professor da Arizona State University. De acordo com os dados, que abrangem o período entre 1926 e 2015, apenas 47,7% dos retornos mensais de ações foram superiores a taxas do Tesouro. Apenas 42,1% das ações superaram o retorno de T-bills.

Os resultados são igualmente negativos quando comparados ao mercado de ações global. De acordo com a pesquisa da Alpha, que considerou o período entre 2007 e 2014, 54% das ações individuais ficaram aquém do índice de referência. Apenas uma em cada 10 ações avançou retorno duas vezes mais forte que o mercado global.

A Alpha também considerou o período entre 1983 e 2006, um mercado mais difícil para a seleção de ações. Apenas 37% das ações individuais superaram a referência durante esse período.

“Embora pareça que o período mais recente tenha sido melhor para a seleção de ações, as probabilidades se mostraram contra a compra de ações individuais.” – Escreveu Wesley Gray, CEO da Alpha Architect. “Uma preocupação adicional quando se compra uma ação: o investidor assume uma série de riscos idiossincráticos. Isso pode conduzir a grandes quedas se surgirem más notícias ao redor da sua carteira com [apenas] uma ação.”

É claro que os investidores não escolhem as suas ações ao acaso – e a pesquisa pode melhorar as hipóteses de um trader. Além disso, se uma ação ficar aquém do mercado não significa que perca dinheiro. No entanto, ter consciência da dificuldade que é escolher ações tem levado os investidores a investimento passivo, em que basicamente detêm um índice global. Os dados têm demonstrado repetidamente que investir no mercado amplo produz melhores ganhos – e os fundos custam menos em termos de comissões.

E, claro, um fundo focado no mercado amplo irá garantir que um investidor ganha exposição a nomes selecionados que fazem a maior parte do trabalho de elevar o mercado. De acordo com dados de Bessembinder, apenas 10 empresas representaram 16,26% de toda a riqueza criada no mercado de ações. Toda a riqueza de sempre.

A gigante de petróleo Exxon Mobil Corp. (NYSE: Exxon Mobil Corporation [XOM]) lidera a pontuação – 2,96% da riqueza de mercado criada. A empresa/ação é seguida pela Apple (NASDAQ: Apple [AAPL]), General Electric (Milan Stock Exchange: Gefran [GE]), Microsoft Corp. (NASDAQ: Microsoft Corporation [MSFT]) e International Business Machines Corp. (NYSE: International Business Machines [IBM]) Estas cinco representam mais de 10% da riqueza criada e são todas componentes do Dow Jones (INDEX: Dow Jones Industrial Average [DJI]).

O facto do índice de primeira linha estar cheio de empresas de vanguarda é uma das razões pelas quais surge, sem dúvida, como o melhor fundo de ativos jamais desenvolvido.

Mais informação sobre ações e fundos de índice na Academia do Insider.pro

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça "curtir" a esta página para que a gente possa continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente