O que importa e exporta a Coreia do Norte – e quais os seus parceiros comerciais?
AP Photo/Wong Maye-E
Página principal Finanças, Coreia do Norte

O Conselho de Segurança das Nações Unidas adotou na semana passada uma resolução preparada pelos EUA e impôs novas sanções à Coreia do Norte.

As últimas sanções fixaram um limite para a importação de petróleo por parte de Pyongyang, procurando pressionar o país ao limitar a sua capacidade de atuação. Foi também proibida a importação de têxteis e imposta a cessação de joint ventures com outros países, entre outras sanções.

Além das medidas impostas pelas Nações Unidas, a China – o principal parceiro comercial da Coreia do Norte – já havia anunciado a proibição da importação de minério de ferro, ferro, chumbo, carvão, produtos piscícolas e frutos do mar da Coreia do Norte.

Quão relevantes são os setores recém-sancionados?

Consulte os gráficos que se seguem – elaborados tendo por base dados da UN Comtrade e do Center for International Trade da UC Davis quanto a estimativas referentes às exportações e importações da Coreia do Norte em 2015 – para compreender a dimensão dos setores sancionados.

Exportações

Uma visão geral das exportações da Coreia do Norte em 2015:

Em detalhe: briquetes de carvão representaram a maior percentagem de exportações da Coreia do Norte em 2015. Foram seguidos por artigos de vestuário, incluindo casacos e ternos. Commodities como ferro e cobre ou frutos do mar como moluscos e caranguejo também corresponderam a partes consideráveis das exportações.

Importações

Uma visão geral das importações da Coreia do Norte em 2015:

Em detalhe: as importações foram lideradas por petróleo refinado – seguido por tecido de fio sintético.

Parceiros comerciais da Coreia do Norte

A China foi, de longe, o maior parceiro comercial da Coreia do Norte em 2015.

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça "curtir" a esta página para que a gente possa continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente