4 Hábitos que podem conduzir à falência
Página principal Estilo de Vida

São diversos os hábitos que podem prejudicar a sua carteira, quer seja uma pessoa abastada ou não

Os milionários – ou pessoas com grande capacidade financeira – são conhecidos por terem bons hábitos no que diz respeito ao seu dinheiro e não só: planeiam sabiamente as suas despesas, procuram estar sempre informados, acordam cedo para aproveitar o dia e cuidam da sua saúde.

No entanto, há também outra realidade: milionários, ou indivíduos abastados, que não têm hábitos de auto-controle. Milionários que fazem o oposto do que é aconselhável para terem e manterem os seus fundos – com maus hábitos que, no limite, os poderão deixar falidos.

Confira quatro hábitos comuns que podem conduzir à falência (quer seja uma pessoa abastada ou não):

1. Não monitoriza os seus gastos

Toda a gente precisa de um orçamento – para seguir cada cêntimo gasto.

Se recomenda, normalmente, atenção aos pequenas gastos – aos quais normalmente não se presta atenção. Se começar somando todos os 10 reais gastos aqui e ali chegará a uma quantia impressionante. Embora seja um hábito que a maioria dos indivíduos com capacidade financeira segue, muitos perderam o seu dinheiro por não fazerem o devido acompanhamento – faziam o oposto. Aliás, nem lhe sabem dizer para onde este foi. Estes indivíduos não consultam os extratos bancários ou as contas mensais para garantir que não houve transações não autorizadas. Também não olham para as contas dos restaurantes, hotéis ou compras – muito menos para os talões do supermercado – para garantir que não foram cobradas coisas a mais. Também não comparam os preços de artigos que compram rotineiramente.

No final, estes indivíduos gastam bastante dinheiro por não monitorizarem as suas despesas. Poderá não parecer um grande problema no início, mas tudo somado...

2. Realiza compras caras e emocionais

Os indivíduos que não controlam o seu dinheiro têm o desagradável hábito de fazer compras emocionais. Por exemplo: quando têm um mau dia no trabalho fazem uma série de compras na Amazon, ou encomendam o jantar porque estão demasiado deprimidos para cozinhar.

A maioria dos indivíduos com capacidade financeira tem uma vida frugal e sabe ter cuidado com os gastos.

Um aspeto interessante sobre os indivíduos que são capazes de manter a sua riqueza é que muitos recorrem a cupões, procuram as melhores pechinchas e fazem uma cena se forem cobrados artigos que não compraram ou consumiram. Depois, viram as costas e fazem umas férias de luxo na Europa ou compram um grande anel de diamantes. Seja frugal, independentemente da fase da vida que vive.

3. Não tem múltiplas fontes de rendimento

O estudo de Thomas C. Corley ao redor de milionários que alcançaram a sua riqueza sozinhos concluiu que a maioria dos mesmos tem múltiplas fontes de rendimento. De facto, 65% dos milionários que estudou tinham três fontes de rendimento, enquanto 35% tinham quatro fontes de rendimento.

No entanto, nem todos seguem esta regra. Veja o exemplo de Eike Batista, empresário brasileiro que tinha um patrimônio de cerca de 35 bilhões de dólares. Batista acreditava seriamente que nada poderia prejudicar ou desacelerar a sua empresa de petróleo e gás, a OGX. A empresa era a sua joia da coroa. No entanto, quando a produção de petróleo desacelerou, se viu forçado a declarar falência.

“Faz bastante sentido ter várias fontes de rendimento.” – Afirmou Corley. “Quando uma fonte é afetada negativamente, por crise econômica de que não tem qualquer controle, as outras fontes podem ajudá-lo a passar pela desaceleração, sem ver o seu estilo de vida dramaticamente afetado.” Isto também é sinônimo da regra de “não colocar todos os ovos na mesma cesta”.

4. É um investidor impaciente e agressivo

Ao contrário dos investidores focados no longo prazo, que são pacientes e permanecem calmos, os investidores agressivos recorrem a “O Lobo de Wall Street” como manual. Escolhem ações por palpite e depois entram em pânico quando as coisas começam correndo mal. Pior ainda: como foram bem-sucedidos a alcançar milhões, acham que não precisam do conselho de investidores formados.

Conclusão: Esteja informado em relação ao seu dinheiro. Proteja o seu dinheiro, Monitorize o seu dinheiro. Tome conta do seu dinheiro.

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça "curtir" a esta página para que a gente possa continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente