9 Erros relacionados com redes sociais que podem arruinar a sua carreira
Página principal Estilo de Vida, Desenvolvimento pessoal

Que erros estão destruindo carreiras? O que candidatos e funcionários devem evitar nas redes sociais? Confira algumas respostas.

As redes sociais detêm um papel cada vez mais significativo na forma como as empresas gerem os seus negócios, incluindo na forma como contratam. De acordo com a CareerBuilder, 60% dos gestores de recursos humanos verificam a presença dos candidatos nas redes sociais como parte do processo de triagem e mais de 25% dos empregadores relatam já ter repreendido ou demitido um funcionário devido a gafes nas redes sociais.

Pode dizer que não é certa ou justa a forma como os gestores de recursos humanos bisbilhotam as redes sociais. Contudo, os mesmos irão continuar o fazendo. Isso significa que deve permanecer vigilante.

Que erros estão destruindo carreiras? O que candidatos e funcionários devem evitar nas redes sociais? Confira algumas respostas.

1. Ser dramático ou insultuoso

“Todos temos momentos desses. Publica algo e uma pessoa mal-intencionada o tenta desafiar. Nesses momentos, poderá querer partilhar o que lhe vai na alma. Resista ao impulso. Da mesma forma, reconsidere a partilha dos seus dramas pessoais ou familiares nas redes sociais. Os empregadores poderão ficar preocupados com a possibilidade da sua falta de discrição transitar para o local de trabalho.” – Tony Messer, CEO da Wizz Hosting.

2. Ter os amigos errados

“Há algumas pessoas que são muito divertidas mas estar em torno das mesmas pode criar situações em que a sua credibilidade profissional poderá sair prejudicada, o que poderá desfavorecer as suas perspetivas financeiras. Por exemplo: imagine que alguém publica um comentário impróprio sobre os seus tempos de festa no liceu/faculdade, quando partilha uma inocente fotografia #throwbackthursday. Não deixe que os outros o denigram. Faça uma boa utilização da funcionalidade “ocultar” para evitar comentários embaraçosos.” – Shaun Deans, CTO da Cash Stop.

3. Publicar quando deve estar trabalhando

“Não é apenas o que publica – mas também quando o faz. Potenciais empregadores poderão ficar preocupados com a possibilidade de publicar bastante quando devia estar trabalhando. O seu atual empregador também poderá ficar incomodado.” – Peter Trebek, CEO da GoTranscript.

4. Dizer mal de antigos empregadores

“Como líder, responsável de recrutamento e formador ao longo dos últimos 30 anos sempre considerei as palavras e a linguagem usadas por um candidato como fortes indicadores da respetiva personalidade. Sempre estive atento a palavras-chave, como contribuição, sucesso e integridade. (...) Me afasto de imediato de candidatos que usam “eles” e “não posso/poderia” e que avançam um diálogo mais orientado para problemas do que para soluções. As redes sociais fornecem uma oportunidade para conhecer o candidato antes de investir tempo e energia em uma conversa ao telefone ou cara-a-cara. Se lembre: assim que essas palavras passarem os seus lábios – ou os seus dados – ficarão disponíveis para que qualquer um as veja. Para sempre.” – Carey F. Wolf, Vice-presidente de Vendas na IntelliQuote.

5. Não ser discreto em uma entrevista

“Conseguiu uma entrevista com uma daquelas empresas. Uma daquelas que pertence à lista de ‘melhores locais para trabalhar’ todos os anos, sabe? E agora? Bem, acima de tudo, seja discreto. A última coisa que quer é começar divulgando pelas redes sociais, partilhando nomes ou informação interna.” – Dave Wright, CEO da Mind Lab Pro.

6. Deter gramática e ortografia pobres nas publicações

“Sim, as redes sociais são plataformas casuais e não é obrigado a usar um dicionário. Isso não significa que escreva publicações cheias de erros gramaticais e/ou ortográficos. Se esforce um pouco ao nível da edição para garantir que as suas publicações vão ao encontro de padrões básicos de qualidade.” – Michael Corkery, Presidente da Pool Guard USA.

7. Deter um perfil que contradiga o currículo

“Não é necessariamente um problema escrever um currículo em que parece tão bom quanto possível, a menos que diga uma mentira. A mais rápida forma de dizer uma mentira e ser apanhado? Se esquecer dos seus perfis nas redes sociais – que podem não ir ao encontro do seu currículo. Por exemplo: se quiser não incluir um trabalho pequeno, de verão, no seu currículo então provavelmente também deverá retirá-lo do seu perfil nas redes sociais.” – Dan Fox, CEO da Boss Laser.

8. Não deter presença nas redes sociais

“Poderá se sentir tentado a simplesmente eliminar a sua presença nas redes sociais ou a não deter uma de todo. Infelizmente, é uma má ideia. Muitos empregadores não consideram alguém que não tenha presença nas redes sociais. Além disso, uma presença nas redes sociais pode fazer muito pela sua carreira.” – Peter Mendez, CEO da Crafted NY.

9. Encaminhar spam e publicar notícias falsas

“Infelizmente, se torna quase impossível percorrer feeds sem encontrar publicações que afirmam que devem ser partilhadas senão será acusado de insensível – ou é ameaçado com má sorte. Não são apenas irritantes, potenciais empregadores também as consideram negativas. Resista à partilha deste tipo de publicações, apenas lançarão dúvidas sobre o seu pensamento crítico e discernimento.” – Judith Bolen, CEO da Five Aces Plumbing.

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça "curtir" a esta página para que a gente possa continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente