Instagram e Snapchat: as redes sociais mais prejudiciais
ThomasDeco / Shutterstock, Inc.
Página principal Notícias, Facebook, Snapchat

O Instagram e o Snapchat são as plataformas sociais com pior impacto na saúde mental dos jovens, de acordo com um estudo publicado pela Royal Society for Public Health e o The Young Health Movement.

O relatório – divulgado hoje e intitulado #StatusOfMind – examinou os efeitos positivos e negativos das redes sociais na saúde dos jovens. Se baseou em respostas de 1.500 jovens (entre os 14 e os 24 anos) do Reino Unido.

Os jovens foram convidados a classificar como cada uma das plataformas que usam tem impacto em 14 áreas da saúde e do bem-estar, identificadas por peritos como as mais significativas.

O estudo concluiu que o YouTube é a rede social com maior impacto positivo, enquanto o Instagram e o Snapchat surgem como as mais prejudiciais para a saúde mental e bem-estar dos jovens.

Confira o ranking das cinco maiores plataformas sociais:

  1. YouTube (mais positiva)
  2. Twitter
  3. Facebook
  4. Snapchat
  5. Instagram (mais negativa)

Os impactos negativos na saúde mental que podem ser induzidos pelas plataformas sociais incluem ansiedade, depressão e solidão – sendo estas também responsáveis pelo síndrome FoMo (fear of missing out ou receio de perder algo).

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça "curtir" a esta página para que a gente possa continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente