Investir em criptomoedas: guia para principiantes
MorozkiArt
Página principal Tutoriais, Criptomoedas, Investimento em criptomoedas
Tema do momento
20 Outubro
6156 6k

Se ainda não está totalmente à vontade com o mundo das criptomoedas mas quer explorar este novo tipo de investimento e lucrar com o mesmo este tutorial é para você. Respondemos a várias questões – nomeadamente quais os riscos e benefícios e por onde deve começar.

1. Por que razão investir em criptomoedas?

As criptomoedas são um investimento cada vez mais popular. Confira algumas razões.

  1. Aumento do patrimônio líquido. A alarmante perda de valor da maioria das moedas tem levado a que cada vez mais pessoas considerem outras formas de proteger o seu dinheiro. Como resultado, muitas pessoas se têm voltado para as criptomoedas como melhor alternativa.
  2. Tecnologia. A tecnologia por detrás das criptomoedas é incrível. Lhe oferece uma moeda que pode ser usada independentemente do local onde vive – a menos que o seu governo decida “se meter”, claro.
  3. Histórico. Desde o aparecimento da Bitcoin, a primeira criptomoeda criada em 2008, que os investidores focados nas moedas digitais têm beneficiado imensamente do aumento dos respetivos preços ao longo do tempo. Desta forma, investir em ativos digitais lhe oferece a possibilidade de melhorar a sua situação financeira ao longo do tempo.

2. Quais os riscos envolvidos?

Confira algumas das questões a considerar antes de investir:

  1. Será uma bolha? Alguns peritos em negócios consideram as criptomoedas uma bolha – que não irá sobreviver à prova do tempo. Jamie Dimon, Diretor Executivo da JP Morgan, é um exemplo. Investidores financeiros “tradicionais” parecem pensar que uma vez que as moedas digitais não são apoiadas por nada e têm um elevado grau de volatilidade não podem competir com dinheiro “normal” – e nunca irão substituí-lo.
  2. Volatilidade. Este ponto é de grande preocupação. Com elevada volatilidade poderá ganhar bastante dinheiro mas também poderá perder muito em um instante. Espreite o preço da Bitcoin ao longo dos últimos três meses para ficar com uma ideia das suas oscilações.
  3. Aspetos legais. Nem todos os países do mundo reconhecem oficialmente as moedas digitais como moedas. Poderá ser difícil abrir uma carteira de criptomoedas ou pagar em moeda digital na mercearia em alguns países. Mais: poderá sentir dificuldade com a declaração de renda oriunda da negociação de criptomoedas uma vez que a maioria dos governos ainda não concluiu o que fazer a esse nível.

3. Em que criptomoeda(s) investir?

Questão difícil. São vários os fatores a considerar antes de escolher. Vamos espreitar os mais importantes.

  1. Aceitabilidade. Antes de investir em um ativo digital considere quantos países o reconhecem e aceitam como meio legal de troca.
  2. Portabilidade. Uma moeda digital deve ser “portátil”. Deverá poder movimentá-la facilmente de um local para outro sem grandes dificuldades.
  3. Segurança. Também deve ser segura. É uma característica importante para todas as moedas legais: do dólar norte-americano à libra esterlina e ao euro a segurança é uma qualidade comum. Assim, uma boa moeda digital também deve ser segura.

Têm sido lançadas várias moedas digitais. Vamos espreitar as mais comuns:

  • Bitcoin. A Bitcoin já provou ser a mais valiosa criptomoeda do mercado. Oferece elevado retorno sobre o investimento. No entanto, como mencionado anteriormente, não está imune a volatilidade.
  • Ethereum. A Ethereum é a segunda maior moeda digital em termos de capitalização de mercado e atual preço.
  • Litecoin. A Litecoin tem sido uma das mais estáveis moedas digitais até agora – embora tenha sido afetada pelas notícias de proibição de ICO na China.

Há uma série de outras criptomoedas potencialmente interessantes para investimento. Faça as suas pesquisas antes de decidir.

4. Como começar investindo em criptomoedas?

  1. Decida em que criptomoeda pretende investir. O primeiro passo será decidir em que criptomoeda(s) investir. Uma vez que existem mais do que mil criptomoedas é crucial que decida qual pretende comprar.
  2. Reserve algum dinheiro para investir. Qualquer investimento exige definição de objetivos e planejamento. Assim, o segundo passo a dar será decidir quanto gostaria de investir em ativos digitais por semana ou por mês, por exemplo. Mantenha a quantia definida de parte e espere pelo momento certo para investir.
  3. Se registre em uma carteira de criptomoedas. Irá precisar do endereço de uma carteira para solicitar e receber as criptomoedas que comprar. Há vários tipos de carteiras: carteiras específicas para Bitcoin ou Ethereum, para desktop, para dispositivos móveis, entre outras. Veja mais aqui.
  4. Se registre em uma plataforma de câmbio. Depois de se registrar em uma carteira de criptomoedas tem de se registrar em uma plataforma pois é aí que irá negociar. Há muitas plataformas disponíveis: HitBTC, Bitfinex, Bittrex, Coinbase, Bitstamp, etc.
  5. Compre as suas criptomoedas. Depois de criar uma conta em uma plataforma é altura de começar comprando. Se não souber como fazê-lo entre em contato com a equipe de apoio da plataforma – irão ajudá-lo.
  6. Transfira as suas moedas para armazenamento offline. O armazenamento offline (na carteira em que se registrou anteriormente) irá ajudá-lo a armazenar as suas moedas fora de servidores da internet – ou seja, protegidas de hackers.

Tenha em atenção que apesar de lucrativo o investimento em criptomoedas é arriscado. Faça as suas pesquisas antes de tomar uma decisão.

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça "curtir" a esta página para que a gente possa continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente